Opinião | Eleição de 2022 está por trás do veto de Bolsonaro à vacina chinesa

Opinião | Eleição de 2022 está por trás do veto de Bolsonaro à vacina chinesa

Opinião | Eleição de 2022 está por trás do veto de Bolsonaro à vacina chinesa

A vacina chinesa CoronaVac escancarou de vez a disputa eleitoral de 2022. A decisão do presidente Jair Bolsonaro em vetar a compra de 46 milhões de doses do imunizante, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, tem como pano de fundo a próxima eleição presidencial.

Anúncios

O presidente não quer dar palanque ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e sabe que incorreria no risco de desagradar parte de seu eleitorado e seu principal parceiro estratégico na geopolítica, os Estados Unidos.

⭕

Vacina Chinesa

No governo e no Congresso, o discurso é unânime: Jair Bolsonaro vetou a “vacina chinesa” por uma questão política. A disputa por protagonismo é evidente, e o próprio presidente da República não consegue disfarçar.

⭕

Cobaia

“Para o meu governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população, deverá ser comprovada cientificamente pelo Ministério da Saúde e certificada pela Anvisa [Associação Nacional de Vigilância Sanitária]”, declarou. Bolsonaro disse ainda que “o povo brasileiro não será cobaia de ninguém”.

⭕

Nhe-nhe-nhem

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB) criticou Bolsonaro por sua declaração e ainda afirmou que era um erro e que ele deveria deixar a política de lado.

“É óbvio que nessa hora eu devo criticá-lo. Isso é um erro. É preciso deixar a política de lado. Não importa se a vacina é da China ou do Doria, o importante é que seja uma vacina que imunize quem está em risco e que evite a perda de vidas. Já perdemos vidas demais para ficar nesse nhe-nhe-nhem e poderíamos ter perdido menos vidas se o presidente tivesse, desde o começo, tomado uma atitude de liderança nesse processo”, afirmou Arthur Virgílio.

⭕

Disposta

“Manaus está disposta a comprar e vou entrar em contato com o governador Doria para que, se for possível, nos venda uma parte ou que nos facilite os canais para nosso acesso”, afirmou Arthur, que já havia manifestado, na semana passada, o interesse pela compra da CoronaVac e disse que irá entrar em contato com o governador de São Paulo, para ver como essa aquisição pode ser viabilizada.

⭕

“Populismo sanitário”

Em suas redes sociais o deputado Marcelo Ramos criticou a atitude do presidente.

“Bolsonaro não lidera! É liderado por uma rede de tolos que diante da morte de milhares de brasileiros grita nas redes sociais contra uma vacina que pode proteger a vida. É o populismo sanitário”, afirmou o parlamentar.

⭕

Fake news

Na tarde de ontem (21) o candidato a prefeito de Manaus pela Coligação ‘Pra Voltar a Acreditar’, Ricardo Nicolau, se reuniu com o superintendente da Polícia Federal no Amazonas (PF-AM), Delegado Alexandre Saraiva, para protocolar um pedido de investigação na PF contra a disseminação de Fake News no WhatsApp e outras redes sociais.

Segundo o candidato, ele vem sendo vítima de calúnias e notícias falsas compartilhadas através do aplicativo de mensagens e pela internet.

⭕

Senador morre de Covid-19

O senador Plínio Valério lamentou a morte do colega de parlamento, senador Arolde Oliveira do Rio de Janeiro. Arolde, que é o primeiro congressista brasileiro em exercício a morrer em decorrência do Covid-19.

“Notícia triste demais a perda de um companheiro do Senado. Meus sinceros Sentimentos e que Deus conforte sua família. Descanse em paz”

O senador Eduardo Braga segue internado no Hospital SírioLibanês, em São Paulo, com Covid-19.

⭕

Amazonino lidera

A 24 dias da eleição, Amazonino Mendes lidera as intenções de voto à prefeitura de Manaus com 32,1%, mais que o dobro de votos de David Almeida, que recebeu 14% das intenções, é o que aponta a Pesquisa Pontual.

Correndo por fora na disputa pela segunda vaga no segundo turno estão: José Ricardo, com 7,1%, Ricardo Nicolau, com 6,7% e Capitão Alberto Neto, com 6,3%.

Os demais candidatos estão abaixo dos 5%.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário